Buscar
  • Dra Gabriela Pantaleão

Enxaqueca e alimentação: tem a ver?



A resposta é sim.


É muito comum que pacientes que sofrem com enxaqueca percebam crises mais frequentes ou de maior intensidade relacionadas à ingestão de determinados alimentos.

Os itens mais comumente relacionados a um pior controle das crises de enxaqueca são: excesso de cafeína (em baixas doses pode ajudar a melhorar a dor, mas o uso excessivo pode predispor a ter crises mais frequentes); chocolate; vinho; alimentos gordurosos em geral, incluindo leite e derivados, como o queijo.

Por outro lado, gengibre é um alimento que tem efeito benéfico sobre as crises de enxaqueca. Apesar de seu gosto bem forte e marcado, ele pode ser incluído de maneira suave no dia-a-dia. Por exemplo, substituir algumas doses de café durante o dia por um chá natural, como camomila, capim-limão ou erva cidreira e diluir uma colher de chá de gengibre em pó no chá quente, já é uma escolha mais saudável para quem deseja fazer ajustes alimentares voltados ao melhor controle da enxaqueca.


Pacientes que tenham muitas crises de enxaqueca devem, sempre que possível, observar sua alimentação diária e reparar se ela inclui esses itens como hábito alimentar rotineiro. Ajustes no cardápio alimentar pode ser bastante útil para melhorar o controle das crises de dor.


É possível que o controle alimentar isolado não seja suficiente para a melhora desejada, podendo ser necessário também o uso de medicamentos profiláticos (remédios de uso regular e diário, com objetivo de prevenir crises de dor).


O tratamento ideal sempre deve visar melhoria nos hábitos de vida (alimentares, prática regular de exercícios físicos, técnicas de relaxamento e alívio de estresse etc) e, quando indicado e apropriado, uso das medicações adequadas a cada perfil de paciente.


Um bom neurologista deve ser capaz de orientar todas essas “frentes” de combate à dor, de modo que o paciente seja também ativo e participante do seu tratamento, recebendo informações que o ajudem a fazer melhores escolhas no dia-a-dia.


Te aguardo no meu consultório para uma conversa atenta.


Até logo,

Dra Gabriela Pantaleão

29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo